quarta-feira, 4 de abril de 2012

Love a Criminal - Parte 14 (EXTRA¹)

  P.O.V Karen

  Mais dois meses se passaram, minha vida agora parece um inferno, mas eu to aguentando até o fim. Justin disse que um dia isso ia acabar, só que ele não sabe quando e muito menos eu. Isso está me deixando louca! Eu quero ir embora dessa casa. Uma coisa me deixou mais confusa ainda... e se eu morrer aqui dentro? Nooops! Não quero isso.

Justin: Karen! A polícia nos achou, nós temos que fugir o mais rápido possível. - ele disse todo apressado e ofegante.

Karen: Mas como nós vamos fugir? E pra onde?

Justin: Olha, depois eu te explico! Vamos logo. Pega suas coisas e vem comigo.

   Eu acho que aquele sim era meu fim... eu não sabia o que fazer e muito menos sabia pra onde ele ia me levar. Peguei minhas coisas ou não, porque ele estava apressado demais, a polícia tinha cercado a casa.

Christian: E agora? O que a gente faz?

Justin: Agora é todo mundo separado! Mas tem uma saída. Venham comigo! - ele disse e todos que estavam  na casa o acompanharam. Ele foi para um lugar que eu nem sabia que existia, era de baixo da casa, tipo um porão, mas como ele era enorme, você saia em um lugar bem longe da casa, Justin e eu saímos e casa um foi pra um lugar, de todos, ai nós entramos em um carro.

Karen: Justin, pra onde nós vamos? - eu disse aflita.

Justin: Karen, eu já disse, pra um lugar bem longe desse país!

Karen: Me diz logo pra onde nós vamos.

Justin: Eu ainda não sei. - ele disse e acelerou.

Karen: E se a polícia nos pegar?

Justin: Fica calma, nós vamos fugir e ninguém vai nos pegar. - ele disse tentando me acalmar, mas acho que não conseguiu.

  Fomos até um lugar que eu não fazia a miníma ideia do que seria, mas nós entramos e eu vi um helicóptero. Nós vamos fugir de helicóptero? É melhor do que de avião! Entramos no helicóptero e ele mesmo ia ser o piloto, eu fiquei até com um pouco de medo, mas tudo saiu tranquilamente bem. Aquela viagem foi tediante, eu não gostei nem um pouco, o Justin até que sabia pilotar helicóptero, mas como eu e nem ele sabíamos onde ir...

Karen: Já resolveu onde vamos ficar?

Justin: Mais ou menos! Só em uma praia deserta.

Karen: Como assim praia deserta?

Justin: Não tem outro lugar! Eles vão nos achar.

Karen: Mas vai ser fora dos Estados Unidos, né?

Justin: Com certeza! Vamos pra Finlândia.

Karen: Mas é muito longe...

Justin: Melhor ainda! Eles vão demorar mais pra nos achar.

Karen: E se nos acharem?

Justin: Não importa! Nossa vida vai ser diferente de agora em diante.

Karen: Como assim? Sem crimes?

Justin: É isso aí... eu quero mudar de vida.

Karen: Era isso que eu sempre queria!

Justin: O dia chegou.

Karen: Mas em um lugar bem longe. Mais longe do que eu imaginava.

Justin: Agora imagine nós morando em uma praia em Finlândia. Vai ser só nós dois lá!

Karen: Tá, eu to imaginando, mas não sei se vai ser tão legal assim... ou vai?

Justin: Claro que vai! Eu vou construir uma casa lá.

Karen: Ãhn?

Justin: Karen, não se preocupa com essas coisas. Esqueceu que eu tenho dinheiro? Então!

Karen: Okay... entendi!

   Aquela viagem parecia que não ia acabar nunca, eu dormi demais ali, Justin parecia que nem estava com sono, mas uma hora ele colocou o piloto automático e dormiu lá. Até que chegamos, em uma praia, só que um pouco mais longe, fomos pra lá e já tinha uma casa, enorme.

Karen:  Cadê a casa que você ia construir?

Justin: Eu sei lá! Essa casa deve ser de alguém.

Karen: E você conhece esse alguém?

Justin: Para de me pressionar? Eu não conheço não!

  Fomos até a casa, batemos na porta e quem saiu? Uma mulher linda! Quando Justin a viu, foi logo abraçá-la. Tipo, eu não entendi nada!

Justin: Tia! É você mesma? - ele disse todo sorridente.

Moça: Claro que sou eu, Justin...

Justin: Karen, essa é minha tia, Kathy bieber ! E tia, essa é minha... essa é a Karen.

Karen: Prazer! *beijinho, beijinho*

Kathy: O prazer é todo meu... entrem!

  Entramos na casa e era linda demais, conversamos bastante, Justin contou várias coisas pra ela e no final, ela deu aquela casa para nós, no começo o Justin não aceitou, mas ela insistiu tanto que ele aceitou, ela disse que não podia ficar mais lá, ela disse que tinha que sair dali. Okay! Nós concordamos.

Continua!
  ooooooie, tudo bom com vocês? Então, eu não quis deixar aquele final sem sal pra vocês e resolvi fazer 2 Extras, pequeno sim. E o próximo capítulo será o final verdadeiro, que pelo menos eu acho que vai sair bom. Espero que tenham gostado desse capítulo! ;) Bye. Xoxo Mariih' :*

Um comentário:

O que achou? Comente! Faz bem pro coração da escritora, e também não vai quebrar seu lindo dedo, né?